Capricho masculina

29jul11

Quando eu era mais nova lia Capricho e era feliz. Tinha um ritual: comprava a revista, folheava inteira, parava para ler a crônica do Antonio, voltava, lia as matérias que mais me interessavam e depois guardava; lia conforme ia passando a semana, mesmo porque tinha que esperar mais um mês para ter uma nova edição.
Sempre tive amigos meninos e sempre criticaram a tal revista, nunca entendi bem o porquê, mas hoje – depois de dois anos que a abandonei – descobri.
Meninos são invejosos. Entre os 10 e 16 anos (público-alvo bem atendido da Capricho) surgem dúvidas, inseguranças e questões que parecem o fim do mundo; passa. Eu sei, assim como vocês, porém, nós meninas temos não só uma revista, mas também uma amiga e conselheira para enfrentar essa fase conturbada que é a adolescência, diferente deles.
Invejosos sim. Meninos querem saber se “a fulana está afim?”, “como chegar nela? E se ela me der um fora?”, “o que fazer na hora h?”, “porque os meus amigos tem mais sucesso do que eu?”, “os meus amigos se afastaram, o que fazer?”, “como agradar a gatinha?”, “o que ela pensa de mim?”, ”A festa do meu amigo é no dia do meu aniversário de namoro, como sair dessa?”. São tão inseguros como as meninas, mas diferentemente não conversam com os amigos no banheiro e nem tem uma revista para ajuda-los. Aliás, a revista deles trata de outros temas que, claro, um menino precisa saber: “como transar com a gata”, “a balada do mês”, “Megan Fox diz sua posição preferida (porque no dia seguinte você vai ter um encontro com ela)”. Fazendo uma breve pesquisa para este breve texto com os mesmos meninos que criticavam a revista, descobri que se tivesse uma Capricho masculina eles gostariam de ler, mas provavelmente não comprariam, ou leriam escondido. Só acentuou o que eu já sabia: como são incapazes de assumir as dificuldades. Vai entender.
Como disse, não leio mais a Capricho (as questões agora são outras), mas acho de uma competência indiscutível. Meninas são sortudas por ter alguém pesquisando, dando dicas e conselhos sobre as mais variadas dúvidas que as afetam.

Giovanna Offer



5 Responses to “Capricho masculina”

  1. Acho que as meninas não precisam de uma revista assim, sinceramente. Eu passei minha adolescência sem precisar desses artifícios que acabam criando meninas fúteis e manipuladas que quando crescerem vão procurar a revista Nova, Boa forma ou outra do tipo para verem as novas 1001 maneiras de deixar seu gato excitado ou as 2002 maneiras de manter o corpo sarado para o verão.

  2. 2

    Apesar de fúteis, essas revistas são bem úteis para o periodo da pré-aborresencia! suahsuahsuahsuhasuha e sobre os meninos, totalmente verdade, eles não tem o companehirismo e a solidariedade, de grandes amigAs para compartilhar frustações e conselhos! Vlw Gi, vc é a minha grande amiga do peito! 😉

  3. 3 Gilberto Cassio

    Já fui adolescente (claro) e não vejo diferença entre garotos e garotas nesse período. Garotas também tinham as mesmas inseguranças, mesmos medos. Enquanto eles recorriam às informações que você citou, você lia “como descobrir que ele gosta de você”. Como homem eu posso te garantir, eles não te zombavam porque tinha insegurança, e sim pra te provocar, apenas pra te provocar. Garotos gostam disso, é uma forma de fazer a garota interagir com ele.

    E também, homens não curtem a idéia de alguém explicar o que a mulher sente sobre alguma ocasião, ele é egoísta e só acredita no proprio pensamento.

    Enfim, é isso.

  4. Não gosto da capricho mesmo tendo minha parte “feminina” SHAUHSUAHS. Mas achei ótimo seu ponto de vista na defesa, como sempre arrasou =D

  5. Dizer que meninos não tem companheirismo é a coisa mais idiota do universo, você entende como funciona a mente de uma mulher, que não é nada amistosa com qualquer ser do mesmo gênero. Bom, isso pareceu ser aqueles blogs de meninas coloridinhas com gifs animados no fundo e tal agora. Justificar o seu gosto por algo e o não gosto de outra pessoa pelo que você gosta com o termo inveja é bem cruel, no fim. Se uma pessoa tem dúvidas e não quer encher a cabeça de outras pessoas com essas dúvidas ela é invejosa, não consigo ver o porquê. Acho que isso vai virar uma guerrinha dos sexos adolescente. Não é porque você tinha que usar rosa enquanto lia capricho que algum menino tinha que usar azul enquanto lia alguma revista adolescente dedicada para os meninos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: