O diabo é o pai do rock!

13jul10

Hoje, dia 13 de Julho, é o Dia mundial do Rock! Como boa apreciadora, não poderia deixar de vir aqui postar sobre esta data.

O dia 13 de Julho é comemorado desde 1985 e foi no Live Aid – festival pelo fim da fome na Etiópia – que ficou conhecido como o dia mundial do rock.
O Live Aid foi um festival que aconteceu simultaneamente na Filadélfia (EUA) e em Londres (Inglaterra) e trouxe nomes como Black Sabbath, Status Quo, INXS, Loudness, Mick Jagger, David Bowie, Dire Straits, Queen, Judas Priest, Bob Dylan, Duran Duran, Santana, The Who e Phil Collins entre muitos outros. Aliás, Phil Collins abriu o show nos EUA e na sequência, voou para Londres para fechar o festival…
O Live Aid arrecadou mais de 60 milhões de dólares que foram doados em prol dos famintos na África.

Rock – [ingl.] S. M. Música de origem norte-americana em compasso quatenário, surgida na década de 1950, tendo por base a música country e o jazz, é tocada em guitarra elétrica, contra-baixo e bateria; Mús. 1. Rock em que se usa muita distorção e amplificação do som dos instrumentos.

O ínicio

O ritmo, que nasceu com os negros americanos, é filho direto do blues do Mississipi. Esse som eletrizante, proibido para as mocinhas brancas, era tachado pela conservadora sociedade americana dos anos 50 como coisa do diabo e que devia, a todo custo, ser evitado. Lá pela metade dos anos 50, na onda das vibrações que vinham do gueto negro, aparece um garoto com voz potente, uma dança desconcertante e sexy, que, para espanto geral, era branco: Elvis Presley. Com Elvis, o rock chegou com todo vigor ao público branco. Já não tinha mais volta. A semente da rebeldia estava ali, e uma música poderosa, capaz de mudar comportamentos e influenciar gerações, também. Os jovens, agora, sabiam como se expressar.
A imagem de rebeldia associada ao rock não é gratuita. Quando o estilo despontou, no início da década de 50, o mundo se deparava com a alegria do final da Segunda Guerra Mundial e da Guerra da Coréia. As pessoas queriam comemorar, principalmente nos Estados Unidos, que despontava como grande potência mundial.
Por outro lado, havia a pressão da Guerra Fria e a idéia de que, com o anúncio da explosão de bombas atômicas pela então União Soviética, era possível o “fim do mundo” a qualquer momento. Assim, aproveitar cada momento como se fosse o último era a ordem do dia. Daí para a idéia de rebeldia era um passo: para curtir a vida a qualquer preço, havia o prazer da transgressão, o fascínio pelas motos e pela alta velocidade, as festas intermináveis.
Garotos percebiam que a música era o grande sonho libertário. Eles queriam mudar o mundo, mas, em vez de armas, eles pegavam em guitarras.
O tempo foi passando, as idéias de que e para que lutar e se expressar foram mudando, e surgindo então, as tantas vertentes que conhemos hoje em dia, não deixando o rock morrer.
Pessoas do mundo inteiro ouvem, admiram e o seguem, fazendo com que o Rock N’ Roll se torne atemporal e eterno.

Pesquisa por Giovanna Arruda



6 Responses to “O diabo é o pai do rock!”

  1. aeee Feliz dia Mundial do Rock xD

  2. I love rock’n roll ❤

  3. VIVA O ROCK!!!!

  4. O rock é algo inesplicavel e indispensavel

    VIVA O BOM E VELHO ROCK AND ROLL \o/

  5. Rock’n Roll pra sempre man 😀

  6. 6 Aldenise

    Rock… oq é isso? suashuahsuahsuahsuahsuah
    Só a melhor coisa do mundo!!!! Adorei o post Gih.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: